top of page

FAPESP simplifica normas e aumenta recursos para pesquisa e formação de novos cientistas

Simplificação, aumento de recursos e novas possibilidades para o futuro da ciência no estado de São Paulo.

A FAPESP, buscando simplificar processos e impulsionar a excelência da pesquisa científica no estado de São Paulo, implementou em 1º de junho mudanças significativas nas normas de seis linhas de fomento. As modificações visam otimizar a seleção de propostas e fortalecer o apoio ao desenvolvimento de novos conhecimentos e à formação de pesquisadores.


Auxílio à pesquisa regular


O teto orçamentário passa de R$ 300 mil para R$ 600 mil, sem considerar os valores de Reserva Técnica (Benefícios Complementares e Parcela para Custos de Infraestrutura Direta do Projeto) e Reserva Técnica Institucional. Essa medida visa ampliar o alcance das pesquisas e permitir a realização de projetos mais ambiciosos e com maior impacto científico.


A duração dos projetos também foi ampliada proporcionando mais tempo para o desenvolvimento de pesquisas complexas e de maior impacto. Essa mudança reconhece a necessidade de tempo adequado para a condução de pesquisas de qualidade, especialmente em áreas que exigem ciclos de pesquisa mais longos.


Agora, é possível solicitar Bolsas como Item Orçamentário (BCO) nas modalidades Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado Direto, Doutorado, Pós-Doutorado, Jornalismo Científico e Ensino Público, além de Treinamento Técnico e Participação em Curso, já permitidas anteriormente. Essa flexibilidade visa atender às diferentes necessidades dos projetos e facilitar a formação de recursos humanos qualificados para a pesquisa científica.


Bolsa de pós-doutorado


De acordo com a FAPESP, a duração da bolsa passa de 24 para 36 meses, com possibilidade de prorrogação até 48 meses se vinculada a Auxílio Projeto Temático, CEPID, CPE/CPA, SPEC ou Jovem Pesquisador. Essa medida visa garantir maior tempo de dedicação à pesquisa e contribuir para a consolidação da carreira de jovens doutores. O aumento do tempo de bolsa permite aos pesquisadores em pós-doutorado se dedicarem integralmente às suas pesquisas, aprofundando seus conhecimentos e aumentando suas chances de sucesso na carreira científica.


Bolsa de doutorado direto


No informativo da instituição consta que os valores da Bolsa de Doutorado Direto foram equiparados aos da Bolsa de Doutorado, reconhecendo a importância da formação direta de doutores para o avanço da pesquisa científica. Essa medida visa incentivar a modalidade de doutorado direto, que permite aos alunos ingressarem diretamente no programa de doutorado, sem passar pela etapa de mestrado. Isso contribui para a formação de doutores em menor tempo e com maior foco na pesquisa, impulsionando a produção de conhecimento científico de alto nível.


Bolsa de iniciação científica


A instituição informa que os Relatórios Científicos da Bolsa de Iniciação Científica passam de semestrais para anuais, reduzindo a carga burocrática para os bolsistas e orientadores. Essa mudança visa simplificar os processos administrativos e liberar mais tempo para que os bolsistas se dediquem às atividades de pesquisa. Isso contribui para a formação de jovens cientistas mais engajados e produtivos.


Novas regras para o futuro da ciência


Segundo a fundação, as novas regras da FAPESP entram em vigor para propostas submetidas a partir de 1º de junho de 2024. As mudanças representam um passo importante para o aprimoramento do sistema de fomento à pesquisa no estado, impulsionando a produção de conhecimento científico de alta qualidade e a formação de novos talentos para o futuro da ciência brasileira.

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page