top of page

Facebook Marketplace é cenário propício para golpes

Outro ponto crítico apontado pelos participantes da pesquisa foi a relação inseparável entre as plataformas, uma vez que tanto vendedor quanto comprador podem acessar o perfil pessoal um do outro.

O Facebook Marketplace, com mais de um bilhão de usuários mensais, se consolidou como o maior site de revenda online do mundo. No entanto, um novo estudo da Universidade da Colúmbia Britânica (UBC) revela uma complexa rede de fatores que moldam as experiências dos usuários, destacando preocupações com confiança, privacidade e segurança.


O estudo, liderado pelo Dr. Konstantin Beznosov, professor de engenharia elétrica e de computação na UBC, entrevistou 42 compradores e vendedores dos EUA e do Canadá. A pesquisa buscou entender os fatores que influenciam as decisões comerciais no Facebook Marketplace.


"As preocupações com a segurança física e financeira, bem como com o bem-estar, estavam no topo das preocupações dos utilizadores, refletindo os riscos inerentes associados à negociação com estranhos – especialmente porque as mercadorias são trocadas pessoalmente", disse Beznosov. Muitos participantes relataram hesitação em avaliar vendedores, citando preocupações de segurança física e dificuldades em equilibrar feedback com anonimato.


Outro ponto crítico apontado pelos participantes foi a relação inseparável entre o Marketplace e o Facebook, uma vez que tanto vendedor quanto comprador pode acessar o perfil pessoal de ambos. Essa conexão levanta bandeiras vermelhas sobre privacidade, já que dados pessoais se entrelaçam com atividades comerciais. Os usuários permanecem vigilantes, monitorando de perto sinais transacionais, como conversas de negociação, preferências de localização e sinais de autenticidade dos comerciantes. Indicadores como indelicadeza, linguagem inadequada ou múltiplos erros gramaticais são vistos como sinais de possíveis golpes.


"Apesar dessas persistentes preocupações com a confiança, a maioria dos participantes continuou a usar o Marketplace porque é simples de configurar e oferece amplo alcance de público, além de ser eficaz para facilitar as vendas", afirmou Beznosov.


Para mitigar essas preocupações, os pesquisadores sugeriram várias melhorias no Facebook Marketplace. Entre elas, aumentar a compreensão do usuário sobre as implicações do compartilhamento de informações pessoais e adicionar recursos que equilibrem privacidade e confiança, como um processo de verificação de perfil. Beznosov também destacou a necessidade de canais de comunicação mais transparentes para o feedback dos usuários.


"Todos os mercados – até mesmo as plataformas online – carregam um elemento de 'cuidado, comprador'. Mas é sempre possível criar um ambiente de negociação mais seguro e confiável no Facebook Marketplace. Deveríamos ajudar os utilizadores a fazer escolhas mais informadas sobre as compensações entre benefícios e riscos em qualquer mercado online, especialmente aqueles em que os bens são trocados pessoalmente", concluiu Beznosov.


Os resultados do estudo foram apresentados em 13 de maio, na conferência CHI da Association of Computing Machinery, a principal conferência de pesquisa em interação humano-computador.

Comments


bottom of page