top of page

Estado de emergência zoossanitária é renovado por mais 180 dias pelo Ministério da Agricultura


O Ministério da Agricultura e Pecuária anunciou a prorrogação por mais 180 dias do estado de emergência zoossanitária em todo o território nacional, devido à detecção da infecção pelo vírus da influenza aviária H5N1 de alta patogenicidade (IAAP) em aves silvestres no Brasil. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (7), por meio da Portaria número 680, assinada pelo ministro Carlos Fávaro.

Segundo o documento, a decisão passa a contar a partir do fim do prazo estabelecido pela Portaria número 624, de 6 de novembro de 2023. O ministro Fávaro já havia anunciado anteriormente à imprensa que o estado de emergência zoossanitária seria renovado, destacando a eficiência do sistema de defesa agropecuária brasileiro na prevenção da gripe aviária no plantel comercial. Essa ação possibilita a implementação de estratégias preventivas para evitar a contaminação de aves de produção pela doença, mais conhecida como influenza aviária. De acordo com o Ministério da Agricultura e Pecuária, 139 casos identificados nos últimos seis meses. Três focos foram identificados em aves de subsistência nos estados do Espírito Santo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

"O Brasil é um dos quatro países do mundo que não tem gripe aviária no plantel comercial. Vamos manter o status de emergência para evitar uma possível crise que possa vir a acontecer", afirmou o ministro Carlos Favaro.

Comments


bottom of page